Astrein está entre as 200 maiores empresas de TI 2018

A pesquisa e a comparação dos resultados financeiros das empresas do mercado de informática, no ano de 2017, são um trabalho realizado pela equipe da Fórum Editorial, sob a supervisão técnica do professor Japir de Mello Junior (Análise Financeira), da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo.

Para a elaboração do ranking, foram analisadas as demonstrações financeiras contidas nos balanços do período, pelo critério da legislação societária.

O Anuário Informática Hoje compara as empresas pela evolução de sua receita líquida, uma vez que as vendas líquidas são o critério de avaliação mais adequado: são aquelas que, efetivamente, entram nos cofres das empresas. Quando as empresas participantes não publicam balanços, nem informam sua receita líquida, deduz-se 11% de sua receita bruta para obter a líquida (o percentual de 11% representa, em média, as deduções do faturamento bruto que resultam na receita líquida de fabricantes e prestadores de serviços).

Foi mantido o critério das análises anteriores, com a publicação dos valores em dólar médio. Para correção das demonstrações financeiras do exercício fiscal de 2017, do ativo, do passivo, e dos resultados, os valores foram convertidos em R$ mil e divididos pela média anual do dólar mensal médio (R$3,1992). O mesmo procedimento foi adotado para a transformação do lucro líquido.

Principais indicadores:

1.Receita líquida em reais: é o indicador para a classificação das empresas no ranking das 200 maiores.
2. Receita líquida em dólares: A conversão para dólar foi efetuada segundo metodologia definida acima.
3. Crescimento real das vendas: é a variação real do faturamento líquido da empresa, em relação ao exercício anterior, convertido em dólar, em %.
4. Rentabilidade sobre o patrimônio: é o lucro líquido do exercício, dividido pelo patrimônio líquido da empresa, em %.
5. Rentabilidade das vendas líquidas: é o lucro líquido do exercício, dividido pela receita líquida, em %.
6. Liquidez corrente: é obtida dividindo-se o ativo circulante pelo passivo circulante. Esse indicador mede a capacidade da empresa de saldar seus compromissos no curto prazo.
7. Endividamento sobre o patrimônio líquido: é calculado dividindo-se o passivo total da empresa (passivo circulante + passivo exigível a longo prazo) pelo patrimônio líquido, em %. Indica a participação de terceiros no total de recursos da empresa e é um dos indicadores de alavancagem financeira.
8. Endividamento financeiro sobre o ativo total: é obtido por meio da divisão dos empréstimos e financiamentos de curto e longo prazos pelo ativo total, em %. Mostra a participação de empréstimos bancários nos recursos totais aplicados na empresa, sendo um dos indicadores de risco financeiro.
9. Despesas financeiras sobre vendas: esse índice é obtido dividindo-se as despesas financeiras líquidas
pela receita líquida, em %. Indica o montante da receita líquida consumida pelas despesas financeiras.
10. Retorno sobre investimento: é a relação entre o lucro e os ativos totais. Mede a eficiência  da administração e o correspondente retorno sobre o investimento da empresa.
11. Rentabilidade por funcionário: é o lucro líquido do exercício, dividido pelo número de funcionários (registrados e terceirizados) da empresa.

Saiba mais: http://www.forumeditorial.com.br/arquivo/AnuarioInformaticaHoje/anuario-informatica-hoje-2018.pdf