Contate-nos: +55 11 2824-5100 - contato@astrein.com.br

Bemis

Gestão de Manutenção

Dixie Toga amplia disponibilidade das máquinas com solução para manutenção da Astrein

Formada da união dois fortes fabricantes de embalagem, a Dixie Toga atua na produção de embalagens cartonadas, flexíveis, laminadas, rígidas e rótulos. Com 23 plantas na América Latina, sendo 13 no Brasil, a empresa buscava uma solução para gerenciar as atividades de manutenção e aumentar a disponibilidade das máquinas nas fábricas. A decisão foi implementar a solução SSA da Astrein, empresa especializada em soluções e software para gestão de ativos, facilities e cadastro.

A primeira planta a receber a novidade foi a unidade Laminor, localizada no Rio Grande do Norte, que realiza os processos de extrusão e laminação. A fábrica conta com duas máquinas de extrusão, uma de laminação, seis para processos de corte e cinco de utilidades, como compressores e chillers. Para manter todas as máquinas em funcionamento a equipe de manutenção atende cerca de 40 ordens de serviço por mês, sendo 35% corretivas e 65% preventivas.

Caio Alves da Costa, gerente de implantação do projeto, conta que devido à necessidade de alinhamento com a metodologia usada pela matriz, nos Estados Unidos, a empresa precisava prestar contas dos processos de manutenção industrial, desenvolver análises de desempenho e de redução de perdas. No entanto, a área sofria com ausência das informações sobre as atividades de manutenção, falta de registro das atividades, dificuldade na aquisição de dados históricos e na programação de serviços preventivos, o que impossibilitava a realização de análises qualitativas e quantitativas dos registros de manutenção.

Com a implementação do SSA a empresa passou a ter padronização nas ordens de serviço, menos burocracia e mais agilidade na execução das atividades. O sistema recebe, sincroniza, envia, encerra e armazena as ordens. O operador pode redirecionar as atividades pendentes entre as equipes de atendimento, garantido maior produtividade e organização.

A empresa também optou pelo uso de dispositivos mobile para a equipe, o que gerou economia de papel (já que as ordens não são mais impressas), facilidade na localização exata do ponto de reparo e, consequentemente, agilidade no processo de execução das atividades. O operador recebe a solicitação e pode encaminhar diretamente para a equipe que esta mais próxima do local.

Costa comenta que outro beneficio conquistado com a solução foi permitir a abertura de ordens automaticamente por meio do sistema de produção. “O próprio operador da máquina pode acionar a equipe quando o equipamento apresentar problema”. Ele explica que a abertura das ordens de serviço por meio do sistema eliminou gaps como o tempo entre o fim da manutenção e a solicitação para religagem de máquina, além disso, todo o processo está documentado e integrado.

Outros resultados apontados pela empresa foram a melhoria na gestão das atividades de manutenção, possibilidade de coleta de dados, embasamento para análises de performance, atendimento às necessidade dos sistemas de informações gerenciais, agilidade na tomada de decisões e maior precisão dos dados com a utilização de coletores móveis.

O projeto de implementação do SSA foi concluído em junho de 2013 e trouxe diversos benefícios para a empresa, garantindo 97% disponibilidade das máquinas para toda a fábrica. Para o futuro, a empresa pretende ampliar a cobertura da manutenção preventiva para outros setores, implementar solução ILP ( inspeção, lubrificação e preditiva) , além de integrar dados do almoxarifado com o sistema.

A Dixie Toga já iniciou a implementação do software nas unidades de Mauá e Rondonópolis; em 2014 a empresa planeja implementar a solução em mais nove unidades no Brasil, cinco no México e quatro na Argentina.

  • Cliente Bemis
  • Data 18 de outubro de 2013
  • Tags Case Manutenção, Cases
Back to Top