Investimento em gestA?o A� principal arma contra atrasos

master_gestA?o_de_projetos_uam
AlA�m das obrigaA�A�es, as construtoras passaram a investir em planejamento e gestA?o para resolverem problemas de atrasos e de qualidade nas edificaA�A�es. “Hoje, as empresas preocupadas com tecnologia e produtividade estA?o atuando com gestA?o. NA?o hA? mais espaA�o para aventureiros na nossa indA?stria”, diz o vice-presidente de tecnologia e qualidade do Sindicato da IndA?stria da ConstruA�A?o Civil do Estado de SA?o Paulo (Sinduscon-SP), Paulo Sanchez.

Historicamente, houve nas companhias, segundo ele, um distanciamento entre equipes de projeto e de execuA�A?o de obras. Esse cenA?rio teve de mudar quando as construtoras passaram a ter dificuldades para cumprir obrigaA�A�es, no auge do aquecimento do mercado. Umas das ferramentas buscadas pelas companhias, caso da Edalco, por exemplo, foi o software Building Information Modeling (BIM), que leva os mA�todos construtivos diretamente para a elaboraA�A?o dos projetos.

Outra medida intensificada foi a formaA�A?o de mA?o de obra. Hoje, estruturas montadas paras os operA?rios destinam-se tanto A� formaA�A?o educacional bA?sica quanto de tA�cnicas A?teis nos canteiros. “Em um cenA?rio competitivo como o atual, A� de suma importA?ncia para os resultados da empresa tentar extrair a mA?xima produtividade no canteiro de obra”, diz o diretor financeiro e de relaA�A�es com investidores da EZTEC, EmA�lio Fugazza. A empresa foi a quarta colocada no Top ImobiliA?rio.

As aA�A�es das empresas nos A?ltimos dois anos, de acordo com o diretor da consultoria em sustentabilidade Inovatech, Luiz Henrique Ferreira, tiveram como objetivo eliminar o improvisos nas obras, comuns atA� o passado recente. “Parte dos problemas que surgiram estava ligada A� perda de controle dos processos, porque muitas empresas cresceram demais”, conta.

A Gafisa, que conquistou a quinta colocaA�A?o no Top ImobiliA?rio deste ano, desenvolveu por dois anos uma sA�rie de aA�A�es logA�sticas, com a contrataA�A?o de mais de cem profissionais da A?rea, para garantir o bom andamento de suas obras.

“Essa atividade, concluA�da no fim do ano passado, tem duas funA�A�es : garantir a produtividade e eficiA?ncia de trabalho e dar visibilidade e controle dos gastos da obra, com reduA�A?o de desperdA�cio”, diz o diretor de suprimentos da Gafisa, Gerson Dias.

Os profissionais de logA�stica foram buscados na indA?stria e treinados por funcionA?rios da Gafisa para atuar nos canteiros, juntamente com a A?rea de engenharia. HA? ainda uma equipe corporativa, responsA?vel pela elaboraA�A?o de mA�todos que passam a ser replicados nas obras.

A logA�stica fica responsA?vel pela distribuiA�A?o e o acompanhamento do uso de todos o materiais de construA�A?o, de forma que, quando os operA?rios chegam para trabalhar, os produtos jA? estA?o a espera deles no local adequado. A proximidade com a execuA�A?o do serviA�o deu agilidade para a tomada de decisA�es na empresa, na medida em que os balanA�os sA?o, agora, semanais, e nA?o apenas mensais.

“Vemos reduA�A?o de 90% no atraso das nossas obras, e nA?o enxergamos estouro de custos”, comemora o diretor de operaA�A�es, Guilherme Sartori.

Fonte: O Estado De SA?o Paulo
Link:A�http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,investimento-em-gestao-e-principal-arma-contra-atrasos,186350e