Conceito de manutenção pós-quebra

posquebra

Manutenção pós-quebra ou de avaria envolve a reparação ou substituição de equipamentos e componentes depois de terem falhado. Este tipo de estratégia de gestão difere das manutenções preventiva e preditiva, que são projetadas para evitar falhas no equipamento.

A abordagem de manutenção pós-colapso normalmente é empregada quando as falhas não devem resultar em acidentes de trabalho ou inatividade excessiva, embora os custos associados com reparos de emergência sejam muitas vezes proibitivos.

A política de manutenção de quebra às vezes é instituída quando uma instalação industrial ou empresa está programada fechar ou cessar as operações, especialmente se não há planos para continuar a usar o equipamento depois.

Há muitas maneiras diferentes de abordar a manutenção das instalações e equipamentos. Manutenção preventiva e preditiva são dois métodos destinados a evitar falhas catastróficas. Os controles são geralmente efecuados de forma regular, no caso de manutenção preventiva, enquanto que uma abordagem preditiva pode permitir a reparação agendada com base nos dados sobre as taxas de falhas anteriores. Ao realizar verificações regulares ou substituiindo componentes antes que eles quebrem, falhas catastróficas podem ser evitadas.

Ao contrário de abordagens preventivas, manutenção de quebra é uma política reativa. Essa abordagem evita os custos associados com as inspeções e reparos de preferência, simplesmente permitindo que os componentes falhem, em seguida, abordando a questão após o fato.

O termo “run-to-failure” (ou trabalhar até falhar) também é usado para descrever esta metodologia, porque é isso mesmo que acontece: o equipamento funciona até a falha. Máquinas geralmente receberão lubrificação e alguma atenção menor sob esse tipo de política de manutenção, mas geralmente é apenas esta a medida de todas as operações de manutenção em curso.

Há uma série de custos que podem ser associados com uma política de manutenção de quebra. Uma vez que qualquer componente pode falhar a qualquer momento neste esquema, uma equipe de manutenção deve estar pronta para fazer diversos tipos de reparos. Isso pode envolver a manutenção de um estoque de peças de reposição para todos os equipamentos no local ou então pagar mais pelo frete emergencial de novos componentes quando os antigos falham.

Existem, ainda, custos associados com o tempo de inatividade, já que esse tipo de manutenção não é adequado para qualquer operação de negócio que pode sofrer grandes perdas monetárias com a falha súbita de qualquer peça de equipamento.

A política de manutenção pós-quebra às vezes é instituída quando uma instalação ou negócio vai fechar. Isso é muitas vezes um risco calculado, uma vez que a decisão parte do princípio de que o equipamento continuará funcionando por tempo suficiente para a possibilidade de ser encerrada. Se existem planos para sucatear o equipamento no final do período, a manutenção preventiva pode ser visto como desnecessária e cara para a ocasião.

Fonte: Manutenção & Suprimentos
Link:http://www.manutencaoesuprimentos.com.br/conteudo/7687-conceito-de-manutencao-pos-quebra/